10 de Fevereiro de 2011

Um sabor amargo, foi o que senti depois de ter ido contra uma saliência de um carro, daqueles bem antigos, que têm o "agarra-atrelado" de fora.

Não foi por ter ido contra esse objecto, nem por ter criado dois hematomas na canela e ter sentido umas dores horríveis.

Não foi pelo embate, nem pelo resultado.

Espante-se quem quiser, mas o amargo veio pelo simples motivo de que senti a perna inchar e me lembrei que não havia uma única pomada em casa.

Recém mudada, independente, mas ainda desorganizada em detalhes.

Uma  simples pomada, uma almofada de gelo, coisas que mãe preta tem, mas eu não.

Deu-se a batida e o pensamento foi: na farmácia da mamã eu safava-me!

Tirava a pomada e levava com ela o raspanete da praxe.

 

Nada mudou, portanto, apenas o meu lugar!

publicado por Praiamorena às 22:48

feedback
As histórias andam sempre aqui, a vagar pela mente...
Olha! a Praia Morena voltou :) Já tinha saudades d...
Passado um mês... sim, a vida merece pausas de si ...
Isso é bom! O importante é que se consiga ir volta...
Há dias em que por mais que se queira as coisas nã...
Olá "chato" :) (desculpa ter tomado a liberdade)Va...
:) estamos de volta? Gosto imenso!!! vou esperar p...
Este é o teu blogue pessoal, publicas e promoves o...
As mudanças fazem parte dos processos evolutivos, ...
http://www.peticaopublica.com/?pi=P2009N575PODE HA...
pesquisar
 
baú
blogs SAPO