04 de Junho de 2009

Alguém perguntou por mim há mais de um mês já. Eu pensei que já ninguém viesse aqui.

As histórias da mamã não terminaram.

A Treza sabe o que não me traz cá, além desta preguiça absurda.

 

Mas hoje, a milhas de distância do meu habitat...ia dizer natural, mas hesitei.

Habitat natural é onde estou agora.

Habitat habitual - passo a redundância é onde vivo há anos.

 

E hoje lembrei de vir aqui porque queria abrir um novo espaço para novos desabafos.

Mas vi que afinal há quem me queira encontrar por aqui mesmo, então, por enquanto aqui fico, por aqui vou devaneando.

 

Para não fugir muito à regra deste bloco de notas (falsas, ou melhor, escassas) deixo o relato de um acontecimento real.

 

Estou longe de casa como já tinha referido e num desses passeios para matar o tempo comi um bife estragado.

O resultado como se pode imaginar foi uma intoxicação alimentar.

É um mal-estar que se deseja a muito poucas pessoas, só àquelas que o nosso coração ressentido acredita que devemos desejar!

 

Assustei algumas pessoas, entre as quais família, amigos e colegas de trabalho mas acabou por passar.

 

A minha querida mãe, preocupada comigo, como é normal de uma mãe ligou-me:

 - Como te estás a sentir?

 - Bem, pelo menos melhor.

 - Ah pois, ainda bem. Estavas a dar trabalho à tua colega, coitada!

 

Realmente ela tem razão: padeço de uma intoxicação, passo um dia completo a pensar que vou desta para melhor e a pobre da minha colega a ter que aturar isto tudo?!

Não se admite.

 

publicado por Praiamorena às 22:08

Realmente as mães pretas são assim... damos trabalhos aos outros...n se admite!!! Não estás longe May, apenas a re-descobrir aquilo que sempre esteve... beijo
5 de Junho de 2009 às 13:23

Bem-Vinda!!!
Lembra-te que temos de viver a vida um dia de cada vez, pois só desse modo a conseguimos gozar.
agora, com o que escrevi lembrei-me de uma analogia entre gozar a vida e comer um gelado, mais especificamente um corneto ... como gosto do fim do corneto que é a bolacha e o chocolate, vou comendo devagar o gelado (se estiver a andar vou olhado para o que me rodeia, se estou numa esplanada observo o que me rodeia) e tento vivenciar e sentir o que me rodeia.
Nunca estamos sós, e muito menos perdidos. Por vezes afastamo-nos da nossa rota, e fazemos atravessias do deserto.. mas no fim, recebemos miminhos de toda a gente.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Bem-Vinda!!! <BR>Lembra-te que temos de viver a vida um dia de cada vez, pois só desse modo a conseguimos gozar. <BR>agora, com o que escrevi lembrei-me de uma analogia entre gozar a vida e comer um gelado, mais especificamente um corneto ... como gosto do fim do corneto que é a bolacha e o chocolate, vou comendo devagar o gelado (se estiver a andar vou olhado para o que me rodeia, se estou numa esplanada observo o que me rodeia) e tento vivenciar e sentir o que me rodeia. <BR>Nunca estamos sós, e muito menos perdidos. Por vezes afastamo-nos da nossa rota, e fazemos atravessias do deserto.. mas no fim, recebemos miminhos de toda a gente. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Bijim</A> Bijim <BR>
5 de Junho de 2009 às 15:17

Bem-Vinda!!!
Lembra-te que temos de viver a vida um dia de cada vez, pois só desse modo a conseguimos gozar.
agora, com o que escrevi lembrei-me de uma analogia entre gozar a vida e comer um gelado, mais especificamente um corneto ... como gosto do fim do corneto que é a bolacha e o chocolate, vou comendo devagar o gelado (se estiver a andar vou olhado para o que me rodeia, se estou numa esplanada observo o que me rodeia) e tento vivenciar e sentir o que me rodeia.
Nunca estamos sós, e muito menos perdidos. Por vezes afastamo-nos da nossa rota, e fazemos atravessias do deserto.. mas no fim, recebemos miminhos de toda a gente.
Bijim Bijim
5 de Junho de 2009 às 15:18

Estou a adorar os mimos.
E sim, a vivenciar como se de um corneto se tratasse - o fim também é a minha parte preferida e adiá-lo torna-o mais saboroso!
5 de Junho de 2009 às 15:47

Um corneto para mim, um corneto para Ti, Olá, Olá e a vida Sorri !!! :D
5 de Junho de 2009 às 16:08

Talvez a tranquilidade visual estivesse a fazer falta...

11 de Junho de 2009 às 04:50

feedback
As histórias andam sempre aqui, a vagar pela mente...
Olha! a Praia Morena voltou :) Já tinha saudades d...
Passado um mês... sim, a vida merece pausas de si ...
Isso é bom! O importante é que se consiga ir volta...
Há dias em que por mais que se queira as coisas nã...
Olá "chato" :) (desculpa ter tomado a liberdade)Va...
:) estamos de volta? Gosto imenso!!! vou esperar p...
Este é o teu blogue pessoal, publicas e promoves o...
As mudanças fazem parte dos processos evolutivos, ...
http://www.peticaopublica.com/?pi=P2009N575PODE HA...
pesquisar
 
baú
blogs SAPO